Curso

Cursos em junho

postado em by Pablo Villaça em Curso | 46 comentários

Restam menos de dez vagas para o curso em São Paulo e metade das vagas no Rio já foi preenchida. Hora de começar a me organizar para junho.

Estou fechando o aluguel de um espaço em Brasília (portanto, interessados já podem enviar email para reservar vagas), mas pretendo repetir a dobradinha de maio e levar o curso também para uma outra cidade. No entanto, ainda não defini qual e, para isso, resolvi sondar o interesse de vocês. As candidatas são Porto Alegre, Goiânia, Florianópolis e Curitiba. Go! Tongue out

Curso no Rio

postado em by Pablo Villaça em Curso | 22 comentários

Também confirmado: de 25 a 29 de Maio, no Cia. Virtual Office, na Av. Marechal Câmara, 160 (próximo ao aeroporto Santos Dumont).

Vagas limitadíssimas. (Sim, quem já enviou email terá preferência; entrarei em contato com os interessados.)

Para maiores informações, clique aqui.

Update: Para informações sobre o curso em São Paulo, clique aqui.

Update: Seguindo a tendência de SP (cuja turma já está com 70% da ocupação preenchida), três pessoas já se matricularam para o curso no Rio ainda nas primeiras duas horas! Smile

Curso em São Paulo

postado em by Pablo Villaça em Curso | 19 comentários

Eu sabia que havia interesse pelo curso em São Paulo, mas jamais imaginei que metade da turma seria preenchida em apenas dois dias.

Agora estou negociando um auditório no Rio para a última semana de maio, que vai de 25 a 29. Cariocas, novidades em breve, espero.

Curso em SP

postado em by Pablo Villaça em Curso | 13 comentários

Confirmadíssimo: de 11 a 15 de Maio, no auditório da Abinee, na Av. Paulista, 1439 (próximo à estação Trianon-MASP).

Vagas limitadíssimas. (Sim, quem já enviou email terá preferência; entrarei em contato com os interessados.)

Para maiores informações, clique aqui.

Update: Uau. Com menos de uma hora desde o anúncio, as duas primeiras matrículas já foram feitas!

Curso em BH em Março

postado em by Pablo Villaça em Curso | 5 comentários

Uma nova edição do curso acontecerá em Belo Horizonte, aos sábados, durante o mês de março.

Maiores informações aqui. Interessados, enviar email.

Auxílio de paulistas e cariocas

postado em by Pablo Villaça em Curso | 67 comentários

Preciso de um auditório ou um parceiro para levar o curso para São Paulo (capital e grandes cidades) e para o Rio. O curso dura uma semana, de segunda a sexta-feira, de 19 às 22 horas. O auditório deve ser num local de fácil acesso e ter recursos audiovisuais. Espaço para 40 a 50 pessoas.

Alguém? Entre em contato!

(Outras cidades nas quais tenho interesse imediato: Porto Alegre, Goiânia, Florianópolis e Brasília. E Curitiba.)

Update: Quero agradecer imensamente a todos que já enviaram sugestões de locais para o curso. E continuem! Laughing

Diálogos expositivos

postado em by Pablo Villaça em Curso, Séries de tevê | 20 comentários

Uma das coisas que discuto em meu curso, na aula sobre Roteiro, é a questão dos diálogos expositivos: aqueles através dos quais dois ou mais personagens repetem informações que todos ali conhecem. Por que fazem isso? Porque não estão dizendo aquelas coisas uns para os outros, mas sim para o espectador. É um recurso feio, deselegante e que indica preguiça por parte dos roteiristas. Há formas de se escrever diálogos expositivos sem que estes pareçam exercer esta função (algo que também abordo no curso), mas, infelizmente, poucos roteiristas sabem fazê-lo bem.

Lembrei-me disso ao assistir ao quarto episódio da sétima temporada de 24. Em certo momento, a Presidente (vivida por Cherry Jones) e o Secretário de Estado (Bob Gunton) mantêm a seguinte conversa:

PRESIDENTE
Quanto tempo isso (o fracasso do FBI) nos deixa?

SECRETÁRIO
Menos de duas horas. A exigência de Dubaku é a
de que nossas tropas se retirem para além do 23o
meridiano dentro de 24 horas.
Para que cumpramos este prazo, as tropas devem
começar a retirada até… às 13 horas, no máximo.

Detalhe: isso já havia sido discutido no episódio anterior, quando o Secretário de Defesa estabeleceu a necessidade de iniciar a retirada até às 13 horas diante da Presidente e do Secretário. Como a série se passa em tempo real, isto quer dizer que a informação já havia sido discutida diante destes dois personagens menos de meia hora antes. (E o detalhe do Secretário raciocinar um pouco antes de falar "13 horas, no máximo" é particularmente ridículo, como se ele estivesse determinando aquele limite naquele momento.) Mas o absurdo continua:

PRESIDENTE
Isto efetivamente encerraria nossa missão
na África e condenaria outros 100 mil
sangaleses a uma morte certa e brutal.

SECRETÁRIO
Por outro lado, se autorizar a invasão, Dubaku
certamente utilizará o aparelho CIP.

Mais uma vez, ambos se limitam a repetir o que já sabiam e haviam discutido pouquíssimo tempo antes. A exposição da situação, portanto, é feita não para benefício dos personagens, mas do espectador que talvez não se lembrasse do que ocorreu no episódio anterior.

Ainda assim, isso não justifica a péssima utilização dos diálogos expositivos.

Curso – Balanço final

postado em by Pablo Villaça em Curso | 25 comentários

Hoje foi o último dia de aula. Gostei muito da experiência de concentrar todo o curso em apenas uma semana de aulas com 3 horas de duração cada. Isto me permitirá, inclusive, viajar com mais facilidade para ministrá-lo em outras cidades.

Os alunos baianos (e cearenses e sergipanos) se mostraram bastante receptivos e participativos. Uma discussão em particular me fez rever um aspecto de Tropa de Elite, quando o aluno Augusto (que, na realidade, é professor de Comunicação na Faculdade Dois de Julho) chamou minha atenção para o fato de que o codinome do personagem Baiano, o principal vilão daquele longa, reforçava um preconceito baseado numa impressão infundada de que a maior parte dos crimes cometidos no Rio e em SP era de autoria de nordestinos. Fui obrigado a reconhecer sua argumentação, embora permaneça como grande admirador do filme.

Como de costume, ao final entreguei uma avaliação para que os alunos dessem uma nota de 1 a 5
para os seguintes itens: Infra-estrutura (instalações, recursos
audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de
exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos
conteúdos, divisão do tempo disponível).

As médias das notas foram as seguintes:

Infra-estrutura: 3,31
Conteúdo: 4,31
Didática: 4,44
Estrutura do curso: 4,22

Como podem observar, elas foram levemente inferiores (mas nada preocupante) às médias da edição do curso ocorrida em Novembro, em BH. A única diferença um pouco maior diz respeito à infra-estrutura – algo que atribuo aos problemas técnicos do primeiro dia de aula, quando as cenas ilustrativas foram exibidas sem som, e também ao fato do formulário de avaliação trazer uma menção ao lanche (que se aplicava à versão de sábados do curso, quando a aula dura 4 horas e meia, mas não a esta).

Fiquei feliz. E acredito que os alunos também.

Curso de Teoria – Avaliação dos Alunos

postado em by Pablo Villaça em Curso | 7 comentários

Hoje foi o último dia de aula do curso de Teoria, Linguagem e Crítica Cinematográficas em Belo Horizonte. Ao final, entreguei uma avaliação para que os alunos dessem uma nota de 1 a 5 para os seguintes itens: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento, lanche); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

As médias das notas foram as seguintes:

Infra-estrutura: 3,97
Conteúdo: 4,63
Didática: 4,80
Estrutura do curso: 4,36

Lembrando que o "lanche" (coffe break) só é oferecido no curso aos sábados, já que são 4 horas e 15 minutos de aula (atribuo a nota menor para a infra-estrutura também ao problema com o cabo componente na primeira aula, que deixou as imagens projetadas com cores alteradas).

Mas acho que posso facilmente dizer que o curso foi um sucesso, não? Smile

Curso em Salvador

postado em by Pablo Villaça em Curso | 4 comentários

A página da edição do curso em Salvador já está no ar, para os interessados.