Curso

Curso – 45a e ÚLTIMA edição – Balanço

postado em by Pablo Villaça em Curso | 28 comentários

Acabou.

Foram 45 edições do “Teoria, Linguagem e Crítica” em todas as regiões do país. Visitei Manaus, Fortaleza, Salvador, Recife, São Paulo, Campinas, Santos, Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia, Florianópolis, Curitiba e Porto Alegre, além, claro de minha Belo Horizonte natal. Apenas de 2009 em diante, tive inacreditáveis 1.630 alunos. Muitos fizeram o curso duas ou três vezes. Uma pessoa chegou a fazer quatro. Todas as turmas me receberam com carinho e atenção – bom, todas menos uma, mas prefiro não me deter nisso.

Fiz amigos, conheci lugares novos (e vários alunos me levaram para conhecer suas cidades, oferecendo-se gentilmente como guias) e vivi certas experiências (positivas e negativas) que só foram possíveis graças a estas viagens. Encantei-me diante da empolgação daqueles que dividiam meu amor pelo Cinema e também descobri coisas novas sobre obras que havia visto dezenas de vezes graças às observações destes. Ensinei, mas também aprendi muito. Casais se formaram durante os cursos e também dezenas de novas amizades. Ganhei presentes, ri e me emocionei em diversas ocasiões.

Perdi dois alunos para o suicídio e doí por eles.

Quando decidi viajar com o curso, não tinha qualquer expectativa de sucesso; queria apenas tentar levar algum tipo de pensamento crítico para cinéfilos como eu. Decidi manter o preço acessível mesmo quando os próprios alunos começaram a comentar que esperavam que o curso fosse mais caro, pois não queria que ele se tornasse inviável apenas porque permiti a ganância tomar conta – e mesmo quando as edições começaram a esgotar em questão de dias, provando que havia demanda para as aulas, insisti em manter o valor inalterado. Não me arrependo.

Dei aulas para médicos, advogados, jornalistas, atores, cineastas, funcionários públicos, músicos, desenhistas, game designers, físicos, matemáticos, estudantes, escritores, diretores de fotografia, arquitetos, críticos profissionais, bancários e empresários. Tive uma aluna de 13 anos de idade e um de 84. Pais e filhos fizeram o curso juntos. Irmãos. Namorados. Maridos e esposas. Amigos.

Senti-me só muitas vezes durante a semana, quando em viagem, mas jamais durante as aulas. Na sala, a energia oferecida pelos alunos era contagiante.

E foram eles que finalmente me fizeram constatar que, além da escrita e do Cinema, ensinar era algo que eu amava profundamente.

Obrigado aos 1.630 formados no Teoria, Linguagem e Crítica. De verdade. Vocês me fizeram um sujeito extremamente feliz.

Vamos agora ao módulo 2.

Mas, antes, o balanço da última edição e a explicação habitual sobre este: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,62 (quadragésima quarta), 4,51 (quadragésima terceira), 4,37 (quadragésima segunda), 4,39 (quadragésima primeira), 4,75 (quadragésima), 4,67 (Trigésima nona), 4,61 (Trigésima oitava), 4,62 (Trigésima sétima), 4,7 (Trigésima sexta), 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 3,95
Conteúdo: 4,83
Didática: 4,85
Estrutura do curso: 4,62

Média geral: 4,56

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar). 

Curso 44a. Edição – Balanço

postado em by Pablo Villaça em Curso | 7 comentários

A penúltima edição do módulo 1 foi a primeira a acontecer em Goiânia e também a que teve menor número de mulheres em sala de aula. Apesar disso (sim, “apesar”: sala povoada apenas por homens carece de alegria), a turma se mostrou imensamente participativa e bem humorada, mantendo o entusiasmo até mesmo quando, no primeiro dia, a chuva torrencial nos obrigou a enfrentar 15 minutos de escuridão (que me levaram a falar no escuro, o que tornou a coisa até mais agradável para os alunos).

Além disso, provando que o Cinema consegue sempre surpreender e oferecer novas visões e interpretações, em algumas ocasiões os alunos ofereceram interpretações que eu jamais havia ouvido em sala de aula, o que, claro, apenas contribuiu para intensificar meu amor por esta Arte tão magnífica – e se o curso traz novos conteúdos para os alunos, eu também aprendo muito com estes, acreditem.

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,51 (quadragésima terceira), 4,37 (quadragésima segunda), 4,39 (quadragésima primeira), 4,75 (quadragésima), 4,67 (Trigésima nona), 4,61 (Trigésima oitava), 4,62 (Trigésima sétima), 4,7 (Trigésima sexta), 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 4,25
Conteúdo: 4,87
Didática: 4,81
Estrutura do curso: 4,56

Média geral: 4,62

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

Curso – 43a. Edição – Balanço

postado em by Pablo Villaça em Curso | 15 comentários

Curioso: mesma cidade, mesmo espaço, apenas uma semana depois. E a nota do curso saltou de 4,37 para 4,51. Considerando que nesta edição mais recente houve um feriado no meio da semana e que mesmo assim a sala ficou cheia em pleno recesso, acho que o segredo reside em destruir o descanso dos alunos. Pensarei nisso para a próxima edição.

Por falar em próxima edição, esta é a primeira vez em 2012 que não há um novo curso agendado. Talvez eu não volte a realizá-lo este ano, aposentando-o desde já. O que me traz ao seguinte anúncio: o módulo 2 estreará em 18 de fevereiro de 2013. Devo começar na cidade em que estiver morando na época (Belo Horizonte? Rio? São Paulo? Tóquio?), mas iniciarei as viagens logo em seguida.

Com relação à 43a. edição, devo dizer que fiquei encantado com o envolvimento dos alunos – e com o fato, repito, de ninguém ter faltado mesmo no feriado. Além disso, ganhei duas belas gravuras do aluno Daniel – e as publicarei aqui em breve.

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,37 (quadragésima segunda), 4,39 (quadragésima primeira), 4,75 (quadragésima), 4,67 (Trigésima nona), 4,61 (Trigésima oitava), 4,62 (Trigésima sétima), 4,7 (Trigésima sexta), 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 3,88
Conteúdo: 4,72
Didática: 4,86
Estrutura do curso: 4,6

Média geral: 4,51

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

Curso – 42a. Edição – Balanço

postado em by Pablo Villaça em Curso | 8 comentários

Há mais de um ano eu não ministrava o curso em minha amada cidade natal (amada apesar do prefeito atual) – e há um elemento de familiaridade que, real ou imaginado, sempre me domina quando dou aula em Belo Horizonte, já que no mínimo não fico me policiando para não usar palavras como “arreda”, “sô”, “uai” e outras que, confesso, fazem parte do meu vocabulário cotidiano. Não é que eu goste mais de dar aula em BH; é apenas mais… natural, talvez.

Dito isso, a turma se apresentou participativa e envolvente, mesmo trazendo vários “repetentes”. Além disso, pude conhecer várias pessoas que já se comunicavam comigo há tempos via Twitter, como Luciano Dourado, Thais Mellin, Nívea Marco, Heliezer e Wellington, entre outros. E como se não bastasse, ainda ganhei presentes no último dia – embora estes tenham sido acompanhados de um breve susto quando o jovem aluno me entregou dois pacotes que traziam os dizeres “Feliz Dia dos Pais” (por alguns milissegundos, fiz cálculos rápidos, admito).

Com esta edição, diga-se de passagem, já são 1.491 alunos que passaram pelo Teoria, Linguagem e Crítica – e somando os cerca de 50 que iniciarão o curso nesta segunda-feira, passarei dos 1.500. Uou.

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,39 (quadragésima primeira), 4,75 (quadragésima), 4,67 (Trigésima nona), 4,61 (Trigésima oitava), 4,62 (Trigésima sétima), 4,7 (Trigésima sexta), 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 3,5
Conteúdo: 4,66
Didática: 4,88
Estrutura do curso: 4,44

Média geral: 4,37

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

Curso – 41a. Edição – Balanço

postado em by Pablo Villaça em Curso | 5 comentários

Uau, julho foi realmente um mês caótico. Tão caótico que só me lembrei de que não havia publicado o balanço do curso em Salvador quando os alunos começaram a questionar se eu não iria publicar a foto da turma. Aliás, uma turma tipicamente baiana: alegre, participativa e simpática ao extremo. Apaixonante, eu diria. Pena que a sala não fez jus, prejudicando não só a experiência, mas também a nota final (damn!).

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,75 (quadragésima), 4,67 (Trigésima nona), 4,61 (Trigésima oitava), 4,62 (Trigésima sétima), 4,7 (Trigésima sexta), 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 3,24 (uma das piores da história do curso)
Conteúdo: 4,81
Didática: 4,9
Estrutura do curso: 4,61

Média geral: 4,39 (teria sido algo em torno de 4,77 se a sala não tivesse jogado a média pra baixo)

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

Curso – 40a. Edição – Balanço

postado em by Pablo Villaça em Curso | 8 comentários

Quando comecei a viajar com o curso de Teoria, Linguagem e Crítica, jamais poderia imaginar que chegaria à 40a. edição e a um total de 1.392 alunos em todas as regiões do país. Tem sido um processo de descobertas, de novas amizades e de reencantamento constante com o Cinema graças à empolgação das turmas que venho encontrando Brasil afora. Em Santos isto se repetiu de maneira curiosa: talvez pelo tamanho da cidade ou por um erro meu durante a divulgação, esta foi uma turma relativamente pequena, com apenas 27 alunos – mas que, graças à participação intensa e ao envolvimento que demonstraram durante as aulas, mais do que compensaram a viagem. Como eu disse a eles no último dia, “não foram muitos, mas foram o suficiente”.

Além disso, esta foi a primeira vez que recebi um “5 perfeito” em duas categorias na mesma edição: Conteúdo e Didática. 🙂

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,67 (Trigésima nona), 4,61 (Trigésima oitava), 4,62 (Trigésima sétima), 4,7 (Trigésima sexta), 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 4,26
Conteúdo: 5 (yes!)
Didática: 5 (yes, yes!)
Estrutura do curso: 4,74

Média geral: 4,75 (a segunda maior nota da história do curso, ficando atrás apenas da edição que ocorreu em Curitiba em junho de 2009)

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

Curso – 39a. Edição – Balanço

postado em by Pablo Villaça em Curso | 5 comentários

Temi que, por marcar duas grandes turmas em semanas consecutivas, eu estaria exausto na segunda etapa da viagem. Por sorte, foi mais um grupo empolgado que, por osmose, me empolgou. Aliás, como eu poderia não ficar encantado por uma turma que, mesmo num dia caótico em São Paulo graças à greve do metrô, compareceu em massa à aula? Houve até mesmo um aluno que revelou na avaliação que deixou de comparecer à colação de grau da mãe para ir ao último dia do curso – e mesmo considerando-o um filho desnaturado (:-P), fiquei honrado com o sacrifício. Além disso, foi um prazer rever os alunos João e Rafael, que haviam feito a edição de novembro passado. Como se não bastasse, ainda ganhei generosos presentes dos alunos Fábio e Antônio no último dia de aula, o que sempre me deixa comovido. (Na semana anterior, também ganhei mimos dos alunos Richard, Carlos e Natália.)

Para coroar, tive outra semana maravilhosa em São Paulo, que me fez um bem surpreendente.

(Ah, sim: o Teoria, Linguagem e Crítica chegou a 1.365 alunos.)

Como acredito que a melhor propaganda que o curso pode ter reside na reação dos alunos, colo abaixo algumas mensagens deixadas no twitter e no facebook por integrantes da turma após o término da última aula:

“Incrível! Me emocionei escrevendo a avaliação do curso do @pablovillaca . Há muito não sentia algo escrevendo. Curso aprovadíssimo!” -Felipe Lima

“Triste pelo término do curso de cinema do @pablovillaca. Foi realmente fantástico. Recomendo mais uma vez a todos. Sensacional” – Vinícius Fernandes

“Absolutamente fantástico o curso do @pablovillaca, foram as 15 horas mais bem “gastas” da minha vida nos últimos tempos” – Fábio Terra

“E então acabou. O curso do @pablovillaca foi uma das melhores coisas que fiz na vida. Agora começa a avaliação prática. Bora ver filmes!” – Fábio Rocha

“O curso do @pablovillaca… O curso do @pablovillaca… me faltam palavras para descrevê-lo! SENSACIONAL! É, essa serve, mas ainda falta…” – Daniel dos Santos

“Esperei o final do curso para ter certeza do q ia falar, e, agora, acho qse repetitivo e óbvio… Mas o curso do @pablovillaca foi incrível.” – Estela

“Não deixou de dar um aperto no coração ao terminar o sensacional curso do @pablovillaca … A semana foi corrida, mas valeu demais.” – Julio César Chuman

“Curso sensacional!” – Karina

“Já bateu a nostalgia do fim. #queromais” – Camila

“Hoje foi o último dia do curso do @pablovillaca . Posso dizer que com certeza minha forma de ver um filme melhorou e muito. Recomendo.” – Camila Antonioli

“Curso com @pablovillaca foi foda, vai deixar uma imensa saudade! Agora que venha o módulo dois!!!” – Lucas Vinicius

“Acho que o fez o curso do @pablovillaca ser tão bom, foi porque ele realmente gosta do que faz, e se preocupa com o que quer nos passar.” – João Paulo Duduch

“Se eu aprendi muito com com o curso do @pablovillaca ? Não tenha a menor dúvida.” – Renan Cavalcante

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,61 (Trigésima oitava), 4,62 (Trigésima sétima), 4,7 (Trigésima sexta), 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 4,18
Conteúdo: 4,94
Didática: 4,96
Estrutura do curso: 4,61

Média geral: 4,67

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

Curso – 38a. Edição – Balanço

postado em by Pablo Villaça em Curso | 15 comentários

Toda turma tem seus personagens, mas poucas contaram com tantas figuras divertidas quanto esta 38a. edição – e confesso que ri bastante ao longo dos cinco dias de aula graças a algumas situações curiosas que surgiram durante a semana, desde o vocabulário anacrônico da jovem Tamires até a intervenção “rain-manesca” do simpático Carlos, que fez um cálculo rapidíssimo (e, mais tarde constatei, erradíssimo) sem qualquer necessidade a não ser o desejo de ajudar. Houve ainda um tweet mal interpretado da tímida Camila, as brincadeiras com o estiloso Marcellus (até seu nome é cool) e, claro, o prazer de reencontrar alunos que decidiram refazer o curso (Vanessa Delpy, PC, Cristine e Wanderley).

Para completar, a semana em São Paulo trouxe momentos de alegria que eu precisava com certa urgência.

(Update: Não posso deixar de agradecer aos alunos Richard, Carlos e Natália pelos presentes generosos que me ofereceram!)

(Aliás, o Teoria, Linguagem e Crítica chegou a 1.311 alunos.)

Como acredito que a melhor propaganda que o curso pode ter reside na reação dos alunos, colo abaixo algumas mensagens deixadas no twitter e no facebook por integrantes da turma após o término da última aula:

“Se o seu minuto tem 100 s, a minha semana só tem 2 dias…como passou rápido! Foi o curso mais incrível que já fiz, obrigada!” – Lucinéia Novais

“Depois de ter feito o curso de cinema de @pablovillaca , nunca mais vou assistir um filme da mesma forma” – Rodrigo De Marchi

“Quero outro módulo do curso do @pablovillaca !!! Essa semana foi maravilhosa!” – Eliana Bellucco

“Definição do curso do @pablovillaca: perfeito! Essa semana vai ficar pra sempre na minnha memória; quero o módulo 2 pra ontem” – Camila Hayasaka

“Tenho que agradecer ao @pablovillaca pela fantástica semana de curso. Uma experiência pra levar pro resto da vida!” – Klauss Bortolotti

“Ouvindo Ennio Morricone voltando pra casa – pra fazer jus à qualidade do curso de @pablovillaca :)” – Denise

“Curso do @pablovillaca foi foda demais. Sério. E não estou puxando saco. Umas das melhores coisas que decidi fazer na vida.” – Mattheus Piatti

“O curso do @pablovillaca está fazendo com q a fantástica experiencia de assistir um filme fique ainda melhor O.O” – Vinícius Curtis

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,62 (Trigésima oitava), 4,7 (Trigésima sexta), 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 4,04
Conteúdo: 4,84
Didática: 4,89
Estrutura do curso: 4,67

Média geral: 4,61

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

Curso – 37a. Edição – Balanço

postado em by Pablo Villaça em Curso | 6 comentários

Se a turma de Porto Alegre era mais quieta no início, a do Rio de Janeiro se mostrou absurdamente faladeira desde o princípio – e tive que controlar o tempo cuidadosamente para evitar ultrapassar o horário de aula em função das várias (e ótimas) perguntas feitas pela turma. No processo, diverti-me imensamente graças ao bom humor de alunos como Thiago Baptista, ao carinho de outros como Francisco e ao prazer de reencontrar antigos alunos como André Navarro e Renata Melo. (Aliás, beijo especial também para Lícia e Melina, que, alunas da edição do ano passado, foram me visitar no último dia, antes da aula, para me presentear com doces). Foi uma semana cansativa e que exigiu muito em função do tamanho da turma (55 pessoas) e de sua agitação. Mas que correu bem.

(Aliás, o Teoria, Linguagem e Crítica chegou a 1.255 alunos.)

Como acredito que a melhor propaganda que o curso pode ter reside na reação dos alunos, colo abaixo algumas mensagens deixadas no twitter e no facebook por integrantes da turma após o término da última aula:

“Fim do curso de Linguagem e Crítica Cinematografica com @pablovillaca. Foi FODA!” – Flávio Watson

“Fim d curso c @pablovillaca. “I’m flying high over Tupelo, Mississippi, with America’s hottest band, and we’re all about to die.” Sim. Foda.” – Raphael Katyara

“Fim do curso com o @pablovillaca, e fica realmente a vontade de rever (quase) todos os filmes que já vi.” – Renato Sabbado

“Último dia de aula do curso do @pablovillaca … ESPETACULAR é uma das palavras que chega perto de descrever o que é o curso…” – Oto Melo

“Só tenho a agradecer ao @pablovillaca por em seu curso (e ao longo de 14 anos) me ensinar a apreciar essa imensa arte que é o cinema.” – Thiago Baptista

“Já estou sentindo falta do meu curso com o Pablo Villaça 🙁 – Rebecca Albino

 

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,7 (Trigésima sexta) 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 4,05
Conteúdo: 4,85
Didática: 4,93
Estrutura do curso: 4,67

Média geral: 4,62

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

Próximos cursos de Teoria, Linguagem e Crítica

postado em by Pablo Villaça em Curso | 22 comentários

37a. Edição – 14 a 18 de Maio: São Paulo (ESGOTADO)

38a. Edição – 21 a 25 de maio: São Paulo (Matrículas abertas!)

39a. Edição – 18 a 22 de Junho: Santos (Matrículas abertas!)

40a. Edição – 2 a 6 de Julho: Salvador (Matrículas abertas!)

41a. Edição – 9 a 13 de Julho: Fortaleza

Em breve, pretendo anunciar data do Teoria, Linguagem e Crítica para Belo Horizonte.