Monthly Archives: junho 2015

Monthly Archives: junho 2015

A Arte do Filme – 17a. Edição – São Paulo

postado em by Pablo Villaça em Curso | 1 comente

Há quase um ano eu não ministrava o curso “A Arte do Filme: Forma e Estilo Cinematográficos”, já que desde a edição ocorrida em agosto (em Porto Alegre) lancei o curso sobre O Poderoso Chefão e desaposentei o Teoria, Linguagem e Crítica. Eu estava com saudade e nem havia me dado conta – e o bom humor da turma de São Paulo ajudou bastante. Normalmente, brinco muito nas aulas, mas acho que nesta edição devo ter rido mais do que …

Teoria, Linguagem e Crítica – 54a. Edição – Belo Horizonte

postado em by Pablo Villaça em Curso | 1 comente

É sempre curioso ministrar um curso em BH. Quando estou em minha cidade natal, percebo claramente que, entre outras coisas, meu sotaque se torna mais intenso, num fenômeno que não sei bem explicar. Além disso, alguns dos casos que conto em sala podem ganhar uma dimensão mais “pessoal”: ao falar sobre determinada experiência, por exemplo, posso explicar que deveria “ter ido ao Humberto Mauro em vez de ao Usina”, o que pode parecer uma bobagem, mas me agrada. Além disso, …

Sense8 – Primeira Temporada (SEM spoilers)

postado em by Pablo Villaça em Séries de tevê | 20 comentários

Uma das características mais importantes que temos, como humanos, é a capacidade de empatia. Sem esta, somos indivíduos isolados dentro de nossas próprias mentes e experiências – e até mesmo o amor será um sentimento de puro egoísmo, que importará apenas em função de como nos faz sentir, não de como estabelece uma ligação significativa com outra pessoa. Sem empatia, encaramos o diferente com medo e, consequentemente, hostilidade, já que tememos o que desconhecemos e odiamos experimentar temor. Sem empatia, …

A Mulher no Livro de Granito – Parte III

postado em by Pablo Villaça em Variados | 6 comentários

(Para ler a primeira parte, clique aqui. Para ler a segunda parte, clique aqui.) ———————————————————— Foi um dos anos mais longos de sua vida. Junho pareceu ter 90 dias; julho, 120. Agosto, setembro e outubro passaram um pouco mais rapidamente, mas não muito. Em novembro, com o fim do ano se aproximando, começou a pensar nos preparativos para a viagem que faria em maio. Nas festas de fim de ano, pensava apenas em Bette Michelet. À meia-noite de 31 de …

A Mulher no Livro de Granito – Parte II

postado em by Pablo Villaça em Variados | Comente  

(Para ler a primeira parte, clique aqui.) Acordou várias vezes durante a madrugada. Estava ansioso pelo dia seguinte e, quando conseguia dormir, tinha sonhos nervosos. Em um deles, viu-se caminhando por uma plantação de arroz (sabe-se lá por quê) e encontrando a sepultura de Bette Michelet no meio de uma pequena clareira. Inclinava-se para limpar a lápide quando sentia a presença de alguém ao seu lado. Com o mesmo véu da foto que o capturara, a jovem Bette o encarava. …