Jack Bianchi

Quando estudei no Santo Agostinho 3, entre 1981 e 1989 (quando fui gentilmente convidado a deixar a instituição), fiz uma penca de amigos dos quais me lembro carinhosamente até hoje: Ricardinho Neves, Thiago "Bacalhau" Cordeiro, Matheus Cajaíba, Luciana Michel, Roberta, Charles, Ademir "Vaca", Renato Viegas, Rebecca, entre muitos outros. Ao pensar naquela época, lembro-me sempre de Conta Comigo – especialmente de seu diálogo final:

– Nunca mais tive amigos como aqueles de quando tinha doze anos. Jesus, e alguém tem?
 
Mas isto é assunto para outro post. O foco deste é que, também no Santo Agostinho, víamos os alunos mais velhos, do "segundo grau", com imensa antipatia – e por dois motivos: 1) As garotas da nossa sala eram invariavelmente apaixonadas por eles, ignorando nossos tímidos suspiros; e 2) Eles freqüentemente invadiam a quadra de futebol, quando estávamos jogando, e a tomavam.
 
Cretinos.
 
Curiosamente, havia uma exceção: Jack Bianchi. Por algum motivo, nós o víamos com simpatia. Talvez fosse o nome atípico. Talvez o fato de ser gordinho (mas não obeso), o que o tornava menos "ameaçador". Ou talvez os grandes óculos de forte grau.
 
Mas provavelmente isso se devia ao fato de estar sempre rindo, falando alto e parecendo ser um sujeito divertido. Seja como for, não me lembro de jamais ter trocado mais do que duas ou três palavras com ele. 
 
Anos depois, reencontrei-o, claro, no Orkut (na comunidade do colégio). E há alguns dias descobri seu blog. Passei quase uma hora passeando por aquele espaço, conferindo suas listas, lendo seus textos altamente confessionais e ouvindo as músicas dos anos 80 que ele costuma publicar ali.
 
Mas hoje, ao ler este texto, percebi que não podia deixar de linká-lo aqui no blog. O que mais me surpreendeu neste post foi a forte comoção que me provocou, já que, com apenas sete parágrafos curtinhos, Jack fez com que eu chegasse ao final do texto com um imenso nó na garganta. 
 
Fico feliz em perceber que não estávamos errados em nossas impressões: Jack é mesmo um grande sujeito.
 
Update: Postem comentários lá no blog do Jack, hein? Não tem nada que agrade mais a um blogueiro do que comentários dos leitores. Embarassed (Dica: "apaguem a luz" antes de sair do blog do Jack.)
postado em by Pablo Villaça em Links