Bolsonaro no Cinema

Jair Bolsonaro entrou com um mandado de segurança para, acreditem ou não, ter o direito de pescar em uma estação ecológica. Se este sujeito fosse um vilão do Cinema, eu provavelmente o consideraria caricatural, undimensional demais para funcionar. Bom, ao menos ele é consistente: não tem respeito por nada nem ninguém, homem ou animal.

Sua visão de mundo é tão deturpada que acabei brincando no Twitter de imaginar sua percepção acerca de certos filmes e mesmo sua participação em alguns deles – e se quiserem deixar suas contribuições nos comentários abaixo, fiquem à vontade.

  • Bolsonaro, Malafaia e Feliciano teriam sido expulsos da Sonserina. “Há limite para tudo!”, protestariam os demais alunos.
  • Dizem que Sauron, ao receber a ficha de alistamento de Bolsonaro, a recusou por temer que ele trouxesse má fama ao seu exército de orcs.
  • Há alguns anos, Bolsonaro foi infectado pelo embrião do Alien. O bichinho morreu envenenado lá dentro.
  • Certa vez, Bolsonaro pediu uma audiência com o Imperador Palpatine. Após o encontro, este comentou com Vader: “Aquele cara é louco!”.
  • Bolsonaro ficou chateadíssimo quando os brinquedos foram resgatados da fornalha em Toy Story 3.
  • Até hoje Bolsonaro acha que A Lista de Schindler é uma comédia.
  • Bolsonaro desistiu de jogar Mario Bros quando descobriu que não havia a opção de selecionar o vilão Bowser como seu personagem.
  • Bolsonaro até hoje não entende por que Star Trek é narrado a partir do ponto de vista da Federação e não dos Borgs.
  • Bolsonaro acredita que Seven é um drama sobre um herói justiceiro perseguido por dois detetives psicopatas.
  • Bolsonaro acha que A Família Addams é um documentário sobre seus parentes.
  • Toda vez que Jason é morto ao final dos filmes Sexta-feira 13, Bolsonaro começa a chorar.
  • Uma vez, Freddy Krueger sonhou com Bolsonaro e molhou a cama.

 

postado em by Pablo Villaça em Brincadeiras, Política, Twitter