Precisa-se de um(a) Assistente para o Fim do Mundo

Ok, talvez não para o fim do mundo, mas, sim, cheguei à conclusão de que preciso mesmo de um(a) assistente.

Nos últimos anos, tenho tentado conciliar a produção dos cursos, a gestão do Cinema em Cena, as críticas, a produção de roteiros e outros tipos de texto, as viagens e, claro, a paternidade. Como resultado, comecei a ficar grisalho num ritmo acelerado, perdi o entusiasmo por coisas que antes me moviam (como a Crítica) e voltei a ter problemas de saúde que já considerava como parte do passado.

Preciso de ajuda.

Mas nunca tive um(a) assistente e, confesso, tenho a tendência de ser excessivamente controlador, o que provavelmente representará um obstáculo no início. Além disso, não sei exatamente quais funções este(a) assistente desempenharia – ao menos, inicialmente.

E me dou conta de que estou escrevendo o pior anúncio de “Precisa-se” da história dos classificados.

Basicamente, preciso de alguém para me ajudar a organizar os cursos: pesquisar e alugar auditórios, reservar hotel, etc. Alguém que me ajude, aliás, a me organizar e ponto. Eventualmente, posso discutir novas atribuições relacionadas a uma ou outra coisa envolvendo o próprio Cinema em Cena, mas isto fica para o futuro. Como nunca tive assistente, tampouco faço ideia de salário.

Preciso de um(a) assistente que saiba compor anúncios, obviamente.

Se você por algum milagre entendeu o que estou buscando e acha que se encaixa na descrição que não fiz, envie email para pablovillaca@gmail.com. A princípio, darei preferência para residentes em Belo Horizonte, mas também estou aberto a currículos enviados por habitantes de outras cidades. Se quiser incluir no email algo sobre como acha que pode me ajudar, melhor ainda – e pretensões salariais também são bem-vindas.

É isso. Acho.

Não, não acho. É isso mesmo.

postado em by Pablo Villaça em Variados