Curso – 37a. Edição – Balanço

Se a turma de Porto Alegre era mais quieta no início, a do Rio de Janeiro se mostrou absurdamente faladeira desde o princípio – e tive que controlar o tempo cuidadosamente para evitar ultrapassar o horário de aula em função das várias (e ótimas) perguntas feitas pela turma. No processo, diverti-me imensamente graças ao bom humor de alunos como Thiago Baptista, ao carinho de outros como Francisco e ao prazer de reencontrar antigos alunos como André Navarro e Renata Melo. (Aliás, beijo especial também para Lícia e Melina, que, alunas da edição do ano passado, foram me visitar no último dia, antes da aula, para me presentear com doces). Foi uma semana cansativa e que exigiu muito em função do tamanho da turma (55 pessoas) e de sua agitação. Mas que correu bem.

(Aliás, o Teoria, Linguagem e Crítica chegou a 1.255 alunos.)

Como acredito que a melhor propaganda que o curso pode ter reside na reação dos alunos, colo abaixo algumas mensagens deixadas no twitter e no facebook por integrantes da turma após o término da última aula:

“Fim do curso de Linguagem e Crítica Cinematografica com @pablovillaca. Foi FODA!” – Flávio Watson

“Fim d curso c @pablovillaca. “I’m flying high over Tupelo, Mississippi, with America’s hottest band, and we’re all about to die.” Sim. Foda.” – Raphael Katyara

“Fim do curso com o @pablovillaca, e fica realmente a vontade de rever (quase) todos os filmes que já vi.” – Renato Sabbado

“Último dia de aula do curso do @pablovillaca … ESPETACULAR é uma das palavras que chega perto de descrever o que é o curso…” – Oto Melo

“Só tenho a agradecer ao @pablovillaca por em seu curso (e ao longo de 14 anos) me ensinar a apreciar essa imensa arte que é o cinema.” – Thiago Baptista

“Já estou sentindo falta do meu curso com o Pablo Villaça 🙁 – Rebecca Albino

 

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,7 (Trigésima sexta) 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 4,05
Conteúdo: 4,85
Didática: 4,93
Estrutura do curso: 4,67

Média geral: 4,62

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

postado em by Pablo Villaça em Curso