Curso – 36a. Edição – Balanço

A turma desta terceira visita do curso a Porto Alegre talvez tenha sido a mais quieta de todas. E quando digo “todas”, refiro-me não apenas às da capital gaúcha, mas de toda a história do curso. Em alguns momentos, cheguei a pensar que estivessem realmente odiando a experiência – e foi só na quinta-feira que começaram a se abrir, o que me deixou mais aliviado. Os dois últimos dias foram, assim, mais alegres. De todo modo, fiquei preocupado e poucas vezes senti tanta ansiedade para ler as avaliações dos alunos.

O resultado? Foi a quarta melhor avaliação que o curso obteve até hoje. A partir de agora, celebrarei turmas quietas. Tongue out

(Aliás, o Teoria, Linguagem e Crítica chegou a 1.200 alunos.)

Como acredito que a melhor propaganda que o curso pode ter reside na reação dos alunos, colo abaixo algumas mensagens deixadas no twitter e no facebook por integrantes da turma após o término da última aula:

“Ontem, infelizmente, chegou ao fim o curso com o @pablovillaca! Aprendi muito e agora quero aplicar esse conhecimento.” – Bárbara Keller

“Depois da aula de sexta, o @pablovillaca não só se mostrou o melhor professor que já modelo do que quero ter quando crescer.” – Octavio

“Sensacional o curso do @pablovillaca em Porto Alegre. Quero o módulo 2.” – Giovana Cardoso

“Curso do @pablovillaca foi simplesmente espetacular. Pobres são as almas que perderam.” – Gabriel Pontes

“Isso é critica cinematográfica! Isso é ver 100% de um filme. Frase que aprendi com @pablovillaca e levarei pro resto da vida. Obrigado” – Márcio Picoli

“Recomendadíssimo o curso do @pablovillaca” – Maurício Mandelli

“O curso do @pablovillaca foi fantástico. Já ansiosa pelo Módulo II e pelas sessões com caderninho na mão!” – Mariana González

“Sensacional experiência, superando todas as expectativas. E elas não eram baixas.” – Lucas Pessatto

“meu BLOG vai ser dividido em antes e depois do seu curso dessa semana.” – Júlio Fonseca

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,53 (Trigésima quinta), 4,44 (Trigésima quarta), 4,58 (Trigésima terceira), 4,62 (Trigésima segunda), 4,54 (Trigésima primeira), 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 4,33
Conteúdo: 4,87
Didática: 4,95
Estrutura do curso: 4,64

Média geral: 4,7

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clique para ampliar).

 

postado em by Pablo Villaça em Curso