Curso – 30a. Edição – Balanço

30 edições. 897 alunos. Uou.

Voltar com o curso a BH é sempre uma experiência agradável: foi aqui que ele nasceu, cresceu e se desenvolveu – e ouvir meu sotaque refletido nas perguntas dos alunos é também um prazer particular. Além disso, este curso contou com as presenças de dois amigos queridos, Bruno Carvalho e Heitor Valadão, o que ajudou a criar uma atmosfera familiar bastante agradável. E mais: pela primeira vez uma turma de BH me convidou para uma confraternização após a última aula, o que foi uma surpresa interessante. Como se não bastasse, ainda ganhei quitutes de vários alunos durante a semana, embora o destaque fique para a também professora Léa, que todos os dias levou algo diferente (além disso, no último dia o aluno Rozivaldo me presenteou com uma belíssima camisa de O Poderoso Chefão, contribuindo para que eu fique cada vez mais mal acostumado – especialmente considerando que Bruno me deu a primeira temporada de Breaking Bad em BD, ao passo que Heitor me ofertou uma penca de filmes em mídia azul).

Dito isso, uma coisa me desapontou muito: a sala. Embora eu já tivesse usado as mesmas instalações em duas outras ocasiões, desta vez a infra-estrutura deixou muito a desejar: o som estava péssimo; a tela, baixa demais; e as carteiras, com problemas. Com isso, volto à estaca zero em BH com relação ao local do curso, já que certamente não voltarei a ministrar edições do curso naquele espaço, que obteve uma média baixíssima junto aos alunos.

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 3,34 
Conteúdo: 4,81
Didática: 4,91
Estrutura do curso: 4,70

Média geral: 4,44. (Sem a sala derrubando tudo, seria 4,81. Tsc.)

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clicável).

postado em by Pablo Villaça
Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in D:\Blogs\diariodebordo\wp-content\plugins\seo-facebook-comments\facebook\base_facebook.php on line 1273