Melhores Momentos de 2010 (Série Você em Cena #39)

No ano passado, procurei compilar uma lista de alguns momentos que, em minha opinião, haviam se tornado marcantes nos lançamentos nos cinemas brasileiros ao longo de 2009 e que de certa forma simbolizavam os filmes aos quais pertenciam. Infelizmente, não fui muito diligente na tarefa e acabei esquecendo de atualizar a lista durante a maior parte do tempo – mas em 2010 consegui ser bem mais responsável (embora tenha, sim, esquecido de incluir vários longas que mereciam estar aqui representados).

A idéia, como expliquei antes, é a de registrar “pequenas cenas, gestos, falas, qualquer coisa que talvez pudesse ser usada para resumir o impacto provocado por determinado (título)” –  mesmo de filmes dos quais não gostei tanto. Assim, é óbvio que esta lista deve ser precedida por um imenso SPOILER ALERT e deve ser lida com isto em mente.

Aproveito para pedir que, nos comentários, vocês incluam os momentos que deixei de lado e que julgam igualmente memoráveis – tanto dos filmes que listei quanto de outros que ficaram de fora.

Vamos lá?

Alguns dos Melhores Momentos que o Cinema Ofereceu em 2010


Ryan Bingham retornando à sua rotina de isolamento no cínico final de Amor Sem Escalas.

Mary, à beira do suicídio e alucinando em função da overdose de Valium, vê imagens das pessoas de sua vida flutuando ao seu redor na animação Mary & Max.

Dona Lindu chorando de emoção ao ver o filho recebendo seu diploma de torneiro mecânico em Lula, o Filho do Brasil.

Sem conseguir abandonar sua natureza observadora, Sherlock Holmes fecha os olhos em um restaurante para tentar se livrar do excesso de estímulos visuais.

Max se entrega ao aconchego de seu pequeno forte construído com os corpos peludos de seus amigos de Onde Vivem os Monstros.

Astro Boy descobre que consegue voar e passeia pelo céu e por Metro City em alta velocidade.

O Homem e o Garoto encontram um raro momento de paz e conforto num abrigo subterrâneo em A Estrada.

O plano-seqüência da perseguição no estádio de futebol, em O Segredo dos Seus Olhos.

A seqüência dos créditos iniciais de Zumbilândia e o encontro dos heróis com Bill Murray.

A explosão em câmera lenta no início de Guerra ao Terror.

A dança da protagonista no ônibus, em Mother – A Busca pela Verdade.

Arrastando-se para salvar sua vida no navio, a coadjuvante Sally encontra dezenas de provas de que irá falhar, em Triangle.

O rabino Marshak dá um conselho peculiar ao jovem Danny Gopnik em Um Homem Sério.

O monólogo de Colin Diamond sobre o amor e o cotidiano de um casamento em Código de Sangue.

Leonardo DiCaprio carrega três crianças em um lago, em Ilha do Medo.

Chico Xavier tem um ataque de pânico em um avião que atravessa uma área de turbulência.

Desajeitadamente, Mano, protagonista de As Melhores Coisas do Mundo, tenta tocar “Something” em seu violão para uma garota na qual está interessado.

A Rainha de Copas interroga um bando de criados-sapos sobre o desaparecimento de uma torta em Alice no País das Maravilhas.

Hit Girl invade o esconderijo do vilão ao som da trilha de Por Uns Dólares a Mais em Kick-Ass – Quebrando Tudo.

O momento em que a homossexualidade do personagem de Jim Carrey é revelada em O Golpista do Ano.

Diante da possibilidade iminente de que sejam todos destruídos, os brinquedos se dão as mãos em Toy Story 3.

Inseguro e contra sua vontade, Malik executa atrapalhadamente a ordem de matar um companheiro de prisão em O Profeta.

O fade out que encerra Eclipse, libertando o espectador da tortura que o precedeu.

O jantar desastroso organizado pelos pais dO Pequeno Nicolas.

Em À Prova de Morte, Stuntman Mike lamenta que Pam tenha escolhido o caminho “errado”, já que isso a obrigará a começar a ter medo “imediatamente”.

Em Uma Noite em 67, Chico Buarque tenta cantar “Roda Vida” depois de anos e não consegue se lembrar dos versos.

De maneira surpreendentemente intensa, a personagem-título de Salt mata, com as algemas, um vilão.

Saramago senta-se para trabalhar em José & Pilar, mas acaba se entregando ao jogo de paciência.

A equipe de invasores de A Origem desperta seqüencialmente nas várias camadas de sonhos construídas para implantar uma idéia na mente de seu alvo.

Stallone, Willis e Schwarzenegger finalmente dividem a cena em Os Mercenários.

Depois de 23 anos, Gordon Gekko reencontra Bud Fox em um evento beneficente em Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme.

Enquanto tentam escutar os sons do apartamento vizinho, os Dois Irmãos Marcos e Susana acabam trocando acusações e provocações acerca do passado.

Esgotado e frustrado, o Coronel Nascimento encena uma blitz apenas para deixar claras as suas intenções para o Secretário de Segurança em Tropa de Elite 2.

O tema de Seinfeld surge para indicar uma cena envolvendo Scott Pilgrim e seus amigos.

Sem perceber exatamente o que faz de errado, Mark Zuckerberg praticamente obriga sua namorada a terminar o relacionamento no início de A Rede Social.

Tristes e cansados, Harry e Hermione tentam afastar a angústia com uma dança improvisada em Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 1.

Edward/Jack (George Clooney) caminha pelas ruas silenciosas de Castel del Monte durante a noite, em Um Homem Misterioso.

O plano-seqüência envolvendo acidentes, tiros e fugas que encerra Abutres.

Megamente, tentando manter seu disfarce como Bernard, simula uma briga entre os dois enquanto alterna os rostos.

Exibindo um espírito quase lebowskiano, o velho Flynn, irritado com o filho Sam no mundo virtual de Tron – O Legado, protesta: “Você está acabando com o meu momento zen, cara!”.

A última volta que Senna percorre em sua vida.

 

Update: Algumas cenas lembradas nos comentários pelos leitores e que decidi incluir aqui:

“A passagem do bilhete em O Escritor Fantasma” (Nilson Jr.)

“Soluço acorda após o acidente e é ajudado por Banguela a caminhar, já com uma prótese no pé, em Como Treinar Seu Dragão” (Mateus Denardin)

Update 2: Mais algumas adições:

“Nicolas Cage interrogando uma idosa e sua enfermeira em Vício Frenético” (Hélio Flores)

“Desespero na praia em À Procura de Elly” (Hélio Flores.) (Vi no ano passado, mas foi lançado este ano)

“O parto de uma ovelha em Tulpan” (Hélio Flores) (idem)

“Após a intensa sequência envolvendo uma civil em meio às ruínas, esta olha diretamente para o tanque, permanecendo assim por alguns instantes e encarando o espectador em Líbano” (Pedro S.E.)

postado em by Pablo Villaça em Cinema, Série Você em Cena