Curso – 31a. Edição – Balanço

A turma de Recife foi uma das mais malucas que já tive – talvez a mais maluca de toda a América Latina (piada interna para recifenses). Poucas vezes tive tantos alunos insanos – algo que atingiu seu ápice quando um deles saltou da cadeira, no penúltimo dia de aula, para mexer no mouse do meu notebook a fim de desligar um pequeno aviso na tela por não aguentar mais a ansiedade de vê-lo sendo exibido enquanto eu explicava os conceitos téoricos (no processo, ele empurrou a mesa, quase derrubou um copo de água sobre o datashow e me matou do coração). 

Em outras palavras: me diverti imensamente. Aqui, uma aluna fazia perguntas amalucadas apenas para, de repente, me surpreender com um insight impecável; ali, um outro soltava uma gargalhada atrasada que, ressoando no silêncio da sala, levava os demais ao riso. Foi um caos controlado: todo o conteúdo foi passado dentro do horário previsto, mas os incidentes inesperados coloriram a semana.

Aproveito ainda para agradecer ao querido Rick Monteiro, que não apenas me buscou e levou ao hotel todos os dias como ainda me conduziu num agradável passeio pela cidade. E não posso esquecer também do gentil Kleyvisson, da FIR, que abrigou o curso com conforto e simpatia. Como se não bastasse, ganhei tantos presentes dos alunos que minha mala ficou difícil de arrumar (uma dificuldade agradável, vale dizer) – e, assim, mando beijo grande para Luciana, Wilker, Vladimir, Roberto e Marília (se esqueci de alguém, identifique-se nos comentários!).

(Ah, sim: contando com Recife, 940 alunos de todas as regiões do Brasil já passaram pelo Teoria, Linguagem e Crítica apenas de 2009 para cá.)

Mas vamos ao balanço e à explicação habitual: como sempre, entreguei um formulário ao final do curso para que os alunos comentassem e atribuíssem “pontos” à experiência, sendo que as edições anteriores obtiveram as seguintes avaliações (num máximo de 5 pontos): 4,44 (Trigésima), 4,65 e 4,63 (Vigésima nona – Tarde e Noite), 4,49 e 4,47 (Vigésima oitava – Tarde e Noite), 4,48 (Vigésima sétima), 4,73 (Vigésima sexta), 4,51 (Vigésima quinta), 4,62 (Vigésima quarta), 4,57 (Vigésima terceira), 4,71 (Vigésima segunda), 4,64 (Vigésima primeira), 4,62 (Vigésima), 4,68 (Décima nona), 4,58 (Décima oitava), 4,20 (Décima sétima), 4,40 (Décima sexta), 4,62 (Décima quinta), 4,57 (Décima quarta), 4,47 (Décima terceira), 4,57 (Décima segunda), 4,76 (Décima primeira), 4,22 (Décima), 4,33 (Nona), 4,45 (Oitava), 4,07 (Sétima), 4,44 (Sexta) e 4,27 (Quinta). Estas avaliações incluem os seguintes itens, que são graduados com notas que vão de 1 a 5: Infra-estrutura (instalações, recursos audiovisuais, atendimento); Conteúdo; Didática (clareza de exposição, domínio dos conteúdos); Estrutura do Curso (ordem dos conteúdos, divisão do tempo disponível).

Desta vez, as médias das notas foram:
Infra-estrutura: 3,96
Conteúdo: 4,77
Didática: 4,89
Estrutura do curso: 4,55

Média geral: 4,54.

Para concluir, a foto tradicional de formatura (clicável).

postado em by Pablo Villaça em Curso

13 Respostas para Curso – 31a. Edição – Balanço

  1. Caio Viana

    Ótimo curso. Ótimas lembranças. Muito aprendizado. Agora me sinto apto para criticar um filme indo além do senso comum. Muito agradecido, Pablo. E volte para o módulo II.
    Abraços.

  2. Raphael Pinheiro

    Pablo, sei que pra esse ano você já deve estar com a agenda toda tomada, mas pra continuar mantendo essa média de visita a todas as regiões do Brasil, considere com carinho Belém pelo menos para o primeiro semestre do ano que vem.. existe um pessoal aqui que vive ansioso para fazer inveja no twitter pros amigos, tal qual os seus alunos fazem durante e depois do seu curso! 🙂

    Entendemos que os custos pra região Norte devem ser mais altos, mas não descarte a ideia!

    Abraços!!

  3. Brivaldo Rafael

    Para entender a piada interna, eu acho: http://www.youtube.com/watch?v=lZNmGMaqKx4&feature=player_embedded 🙂

  4. Mirella Lucena

    vou comprar meu caderninho hoje pra levar pro cinema! foi muito muito bom! 🙂

  5. MarceloMaia

    Uma sala de aula com grama ao alcance, que luxo!
    🙂

  6. Vinicius Colares (Dr. Caligari)

    Olha eu ali no principal ‘ponto de fuga’ do enquadramento. hehehe.

  7. Gustavo Maciel

    O making of da foto está aqui 🙂

    http://www.youtube.com/watch?v=jof4E-3VhBI

  8. Rick Monteiro

    O curso foi fantástico, sendo nao apenas uma forma de obter mais conteúdo, mas também a intersação com pessoas que amam discutir Cinema. Ansioso para formação do grupo e das trocas de "figurinhas", além da implementação prática do curso do Pablo.

    E em relação as caronas e o city tour, o prazer foi todo meu! 🙂

    Um abraço.

  9. Deri

    Pena que não fui. Da próxima, não perco. A risada atrasa era do moço de óculos ali, meu colego de trabalho, José Aragão? Abç, Pablo.

  10. Émerson Silva

    Pablo, graças a você já começo a enxergar acima dos 20%. Muito legal o curso, a interação com os demais que também amam cinema, os debates, as risadas, as curiosodades, enfim…todo o conteúdo absorvido, além da oportunidade de te conhecer pessoalmente. Resumindo, o curso foi uma experiência fantástica!

    Para quem ainda não fez o curso, não percam a oportunidade por nada! Recomendadíssimo!

    Aquele abraço!

  11. Labonia

    Me surpreendi com o fato de ser o único cineasta da turma. Me surpreendi mais ainda pelo fato de aprender tanta coisa em um espaço de tempo tão curto de uma forma em que eu nunca aprendi em escola de cinema nenhuma do Brasil. Pablo é um grande professor com uma cultura cinematográfica invejável. Me tornou mais exigente tanto como expectador quanto como realizador. Vai ganhar um agradecimento no meu discurso do Oscar com certeza.

  12. Roberto Carlos

    Expectador é com s.

  13. daniela

    Não recebi e-mail sobre a lista… Como faço?

Adicionar Comentário