Aprendam com os mestres

Como transformar em algo negativo o fato da TIME, uma das revistas mais importantes do planeta, ter apontado Lula como um dos principais líderes do mundo?

Simples e só leva alguns passos:

1) Diga que, embora esteja em primeiro lugar na lista, esta não foi colocada em ordem de importância. Curioso, já que tampouco está em ordem cronológica ou de idade dos indivíduos listados. Na falta de explicação, diga que é porque o texto que o homenageia foi escrito por um cineasta importante norte-americano, Michael Moore, mas esqueça de perguntar por que justamente Lula foi escolhido para ter um texto escrito por alguém famoso.

2) Concentre-se no fato de que Lula, embora seja listado entre os 25 mais importantes do mundo, não é o mais importante.

3) Bata nesta tecla.

E pronto.

Caso FHC ou Serra tivessem sido citados numa lista que trouxesse, digamos, os cem homens mais importantes do mundo, o UOL manteria uma chamada imensa em destaque por três dias. Como foi Lula, deixou por algumas poucas horas e enterrou a manchete. Não satisfeito, resolveu voltar com a seguinte chamada: 

Em outras palavras: a notícia positiva se transformou em uma manchete negativa. Em vez de "Em destaque na revista TIME, Lula é eleito um dos homens mais influentes do mundo" (uma manchete que, aposto meus dois rins, seria a escolhida caso o homenageado fosse tucano), o UOL aposta em "Time nega ter escolhido Lula o líder mais influente do mundo". Com essa manchete na capa, o portal mais acessado pelos internautas brasileiros cria uma impressão negativa no leitor casual, que não procura se informar mais, e ainda faz uma sutil sugestão de que alguém – possivelmente o PT ou o próprio Lula – mentiu dizendo que o Presidente foi honrado pela revista com o tal título.

Detalhe: o UOL pertence ao mesmo grupo da Foxlha.

Agora digam se estou louco ou se não se trata mesmo de uma imensa desonestidade por parte do portal?

postado em by Pablo Villaça em Política, Série Jornalistas

88 Respostas para Aprendam com os mestres

Adicionar Comentário