Roger Ebert, ídolo

No último sábado, enquanto me encontrava em Brasília para a celebração do casamento de minha irmã, fui surpreendido por um gesto do crítico norte-americano Roger Ebert, sobre o qual já escrevi neste espaço algumas vezes. Indubitavelmente meu crítico de cinema favorito, Ebert indicou, em seu twitter, o texto que escrevi em defesa de Busca Frenética e que havia sido publicado pouco antes em inglês no Movie City News, um dos principais sites cinematográficos da indústria norte-americana.
 
E se ter um texto publicado na capa do MCN, editado por meu amigo Dave Poland, é sempre uma honra, ganhar a indicação de um profissional que admiro imensamente desde a adolescência foi a cereja do bolo. Cheguei a comentar no twitter que estava me sentindo como um adolescente que acabou de descobrir que seu cantor favorito leu uma poesia sua e gostou. Especialmente porque pouco depois Ebert publicou um segundo tweet reafirmando concordar com minha posição.
 
Aliás, ainda hoje, dois dias depois, estes dois breves posts deste profissional magnífico ainda me enchem de alegria e orgulho – algo que quis compartilhar aqui com vocês.
postado em by Pablo Villaça em Críticas, Links, Twitter

17 Respostas para Roger Ebert, ídolo

Adicionar Comentário