Outra da Foxlha?

Em matéria veiculada na Foxlha Online, encontrei o seguinte trecho:

"Assim que apareceu com a câmara de vídeo, e graças a um trabalho muito
festejado no mundo fashion, Madeira foi procurado por estilistas. Glória
Coelho batalhou para que ele, e não o produtor de vídeos Richard Luiz,
recomendado pelo SPFW, filmasse o desfile de sua grife. Bateu o pé e
conseguiu. Eduardo Dugois, assessor de Glória, confirma, mas diz que ela
não quer falar sobre o assunto: "Não põe o nome dela, não, tá?", pede."

Agora uma pergunta: ao pedir para não incluir certa informação, o tal assessor não teria deixado claro que estaria falando em off? Assim sendo, ao incluir não só o que ele disse, mas também seu nome (e o próprio pedido de off), não teria a matéria cometido um dos pecados capitais da ética jornalística – desrespeitar a fonte e o sigilo desta?

postado em by Pablo Villaça em Série Jornalistas

26 Respostas para Outra da Foxlha?

Adicionar Comentário